segunda-feira, 3 de abril de 2017

O Mundo Perfeito

Vivemos cada mais numa sociedade que nos obriga e instiga a sermos perfeitos. Em tudo, mas para nós mulheres principalmente na maternidade.

Os nossos filhos têm que ser sempre os melhores, mais desenvolvidos que os outros, que gatinham primeiro, que caminham primeiro, que comem melhor, que se riem mais, são mais simpáticos, vestem-se melhor, bla bla bla...

Nós mães temos que estar em forma uma semana depois do parto, temos que estar sempre felizes e bem dispostas, nunca podemos estar cansadas, nunca podemos estar aborrecidas, nunca podemos dizer que sentimos falta de tempo para nós,...

Temos que manter a aparência que a maternidade é um mundo perfeito, sempre feliz, que os nossos bebés são uns anjos querumbins e o quarto deles é um mundo encantado, onde reina sempre a ordem e a felicidade.

Ser mãe é o papel mais importante da maioria das mulheres, mas não temos que ser pressionadas para sermos perfeitas. Ninguém o é. Eu não sou de certeza.

11 comentários:

  1. Eu não sou mãe e já vejo que o mundo é assim e é mesmo triste...

    ResponderEliminar
  2. É que não quero saber! Nunca tive essa preocupação de tentar ser / parecer perfeita ou que a minha filha o fosse.
    Mas percebo bem o que queres dizer

    ResponderEliminar
  3. Infelizmente é esse o mundo em que vivemos! :(

    E. ♥ Meet me for Breakfast

    ResponderEliminar
  4. A perfeição não existe, mas parece que exigem isso constantemente!

    ResponderEliminar
  5. Não sou mãe mas também tenho essa ideia. Que exigem de mais.
    O melhor que fazes é não ligar =)

    Beijocas

    ResponderEliminar
  6. Espero não me deixar consumir por essa pressão... não tenho ambições de ser perfeita!

    ResponderEliminar
  7. Devemos viver de acordo com aquilo que pensamos... o que é bom para nós pode não o ser para os outros.

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  8. as mães não têm de ser perfeitas

    ResponderEliminar
  9. É muito difícil ser perfeito numa sociedade assim, que apressa, que pressiona, que compara, julga. Talvez o maior papel da mãe e do pai seja ajudar os filhos a viverem bem numa sociedade destas, não dando-lhes tudo, sentindo-se pressionados ao consumismo e a fazer o que os outros fazem, mas mostrando-lhes como tudo realmente acontece, estas pressões, competições, e mostrando também o lado leve da vida, a alegria, a harmonia com a natureza, saber relacionar-se com os outros de forma íntegra... tudo isto é realmente um grande desafio!

    ResponderEliminar
  10. É bem verdade... temos que aprender a ignorar essas pressões, mas não é fácil!

    ResponderEliminar

Barcelona

Só fui a Barcelona uma única vez mas bastou para me conquistar e arrebatar o coração. Amei e amo aquela cidade e sempre que penso em férias...